Dia Mundial do AVC – Dra. Patrícia fala sobre o AVC, seus sinais e formas de prevenção

De acordo com a Rede Brasil AVC 1 em cada 4 de nós terá um AVC ao longo da Vida e com os passos corretos, 90% dos casos podem ser evitados

Publicado em: 29/10/2019, 13:22
Compartilhe!

O AVC é a segunda causas de morte no mundo e a primeira causa de incapacidade. E pode acontecer em qualquer um, em qualquer idade, afetando a todos: pacientes, familiares e amigos. A prevenção pode evitar 90% dos casos e o reconhecimento dos sinais de alerta do AVC e o rápido tratamento de urgência em um centro de AVC diminui a chance de sequelas.

A cada ano, 13,7 milhões de pessoas tem um AVC no mundo, 5,5 milhões morrem e atualmente, existem 80 milhões de sobreviventes de AVC.

Para conscientizar a população convidamos a Dra. Patrícia Gomes Fonseca, neurologista, para falar um pouco sobre o assunto. Confira abaixo a entrevista

Hospital Manoel Gonçalves – O que é o AVC?

Dra. Patrícia – É um Acidente Vascular Cerebral que pode ocorrer através da oclusão (entupimento) de um vaso ou através do rompimento de um vaso.

Hospital Manoel Gonçalves – Existem diferentes tipos de AVC?

Dra. Patrícia  – Sim.  O AVC isquêmico ocorre em decorrência de fragmentos de placas ateroscleróticas ou de trombos que entopem as artérias que suprem o cérebro de sangue. É o que acontece em aproximadamente 80% dos casos.

O AVC hemorrágico é decorrente da ruptura de um vaso sanguíneo (“derramamento de sangue no cérebro”) seja por uma malformação deste vaso chamada aneurisma seja por um processo de lesão crônica/desgaste do vaso por hipertensão arterial, por exemplo. Corresponde a cerca de 20% dos casos de AVC.

Hospital Manoel Gonçalves – Quais os sintomas e como começa o AVC?

Dra. Patrícia – O AVC é súbito. Os principais sintomas incluem dificuldade para falar/entender/se comunicar, perda da força de um membro/lado do corpo, boca torta, dificuldade para enxergar e dificuldade para caminhar/equilíbrio.

Hospital Manoel Gonçalves – Existem fatores de risco para desenvolver um AVC?

Dra. Patrícia – Sim.  Existem os chamados fatores de risco não-modificáveis que são a idade e algumas doenças genéticas/hereditárias.

E existem os chamados fatores de risco modificáveis que são hipertensão arterial sistêmica, diabetes melitus, tabagismo, sedentarismo, colesterol alto, uso abusivo do álcool, obesidade e estresse.

Hospital Manoel Gonçalves – É possível prevenir? De que forma?

Dra. Patrícia – Sim, precisamos ter hábitos de vida saudáveis e tratar regularmente as doenças crônicas acima descritas.

Hospital Manoel Gonçalves – Em caso de suspeitas de AVC o que deve ser feito?

Dra. Patrícia – Acionar o SAMU 192 e dirigir-se imediatamente para o Hospital.

patricia fonseca 2 - Dia Mundial do AVC – Dra. Patrícia fala sobre o AVC, seus sinais e formas de prevenção

Dra. Patrícia Gomes Fonseca Faculdade: UFMG 2001-2006 Residência médica em neurologia no HC- UFMG 2007-2009 Fellowship doenças cerebrovasculares em 2010 no hospital São José de Joinville- SC

Hospital Manoel Gonçalves

Compartilhe!
Leia mais em Saúde
Siga-nos