Prevenção à Dengue não vai tirar férias em Itaúna

Equipes continuam no trabalho de combate ao mosquito e população precisa fazer sua parte. Resultado do primeiro Liraa do ano sai nos próximos dias.

Publicado em: 08/01/2020, 12:59
Compartilhe!

O mês de Janeiro chegou e com ele uma variedade de compromissos comuns de início de ano. Mas um em especial deverá estar presente nas prioridades de toda a população: não deixar que focos do Aedes Aegypti, transmissor da Dengue e de outras doenças, se proliferem e a cidade viva uma epidemia de enfermidades. Para isto, a Secretaria de Saúde mantém sua programação normal de visita das equipes de combate ao mosquito transmissor espalhadas pelos bairros para conscientização da comunidade. E nesta semana, entre 6 e 10 de janeiro, será realizado o primeiro Levantamento Rápido de Índice de Infestação do Aedes Aegypti (Liraa) de 2020. O resultado sairá em breve e mostrará localidades com maiores riscos de aparecimento de focos.

Não custa lembrar cuidados básicos e que às vezes passam despercebidos por muita gente: garrafas devem estar tampadas ou viradas para baixo e guardadas em locais fechados; não deixar acúmulo de água em lajes e calhas; manter tampados ralos e vasos sanitários; água de piscinas devem sempre estar tratadas e atenção também à coletores de líquidos em geladeiras e ar-condicionado; buracos nas paredes devem ser tampados; manter vasos e baldes vazios de boca para baixo; evitar água parada em cacos de vidros dos muros ou vasinhos de plantas; manter limpas e tampadas caixas d’água e cisternas/poços; lavar sempre tonéis e suportes de garrafão de água mineral; cobrir lixeiras e pneus velhos; higienizar vasilhas de animais e objetos d’água decorativos, dentre outros.

A combinação altas temperaturas e pancadas de chuvas registradas nas últimas semanas acabam por acender um sinal de alerta em toda a cidade. No ano passado foram registradas 1028 notificações de Dengue em Itaúna, sendo 703 casos confirmados e nenhum óbito. Em relação à Chikungunya, foram 24 notificações e quatro confirmações da doença. Houve também 16 notificações quanto ao Zika vírus, não sendo confirmados casos. Todo cidadão pode e deve colaborar, eliminando água parada e recebendo bem as equipes de combate ao mosquito transmissor. Estes profissionais estão sempre preparados para esclarecimento de dúvidas quanto às doenças em questão. O contato também poderá ser feito com o setor de Zoonoses da SMS pelo telefone 3242-9606

Prefeitura Municipal de Itaúna

Compartilhe!
Leia mais em Itaúna e Região
Siga-nos